O que está procurando?

BLOG

Voltar

Animais domésticos poderão entrar em supermercados

Rio é a primeira cidade do Brasil a permitir a entrada de pets nesses estabelecimentos. Os que aderirem receberão o selo Super Pet.

  • Viver Bem

09/08/2022 por Carolina Grimiao

Tempo de Leitura: 2 minutos

O Rio de Janeiro é a primeira cidade a permitir animais domésticos em supermercados. Com base no Decreto Rio nº 51.262, publicado em Diário Oficial e divulgado no último dia 06 de agosto, cães e gatos poderão entrar e circular nesses estabelecimentos. A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) vai conceder o selo Super Pet para os mercados que aderirem a essa prática.  

Para isso, os donos deverão seguir algumas medidas como, por exemplo, estar com as vacinas em dia e na coleira ou na caixa de transporte. Também não será permitido oferecer água ou comida para os bichos nos corredores dos estabelecimentos. Porém, os mercados poderão instalar áreas específicas para os animais caso desejarem, desde que fiquem sob a supervisão de algum colaborador, e disponibilizar carrinhos com uma estrutura para alocá-los.  

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem a segunda maior população de cães, gatos e aves pequenas em todo o mundo e é o terceiro maior em população total de animais de estimação. A quantidade chega ao total de 139,3 milhões de pets com a maior concentração no sudeste, com 47,4%.

Para a Coordenadora do Curso de Medicina Veterinária da UNISUAM, Professora Suzane Rizzo, a medida deve ser comemorada pela sociedade: “Essa é uma grande conquista para os tutores e para o bem estar, o conforto e a segurança dos animais da cidade, que não precisam mais ficar do lado de fora muitas vezes sendo amarrados no sol. Com os devidos cuidados não há impedimento nenhum para os animais poderem entrar em locais como esses.” 

👉 Veja mais: Por que fazer Medicina Veterinária na UNISUAM?

Um mercado animal!

Os produtos e serviços voltados para os animais de estimação não param de crescer. Segundo estimativas do Instituto Pet Brasil (IPB), este setor do comércio deve crescer 14% em 2022, faturando até R$58,9 bilhões. Com isso, os profissionais da área vem sendo bastante requisitados nas mais diversas áreas de atuação, como na indústria de alimentos, nas pesquisas e na saúde. Com tantos avanços, as projeções preveem uma necessidade constante de futuros cientistas veterinários para dar conta da demanda. As futuras oportunidades de emprego irão refletir esse envolvimento da sociedade.

Venha para o curso de Medicina Veterinária da UNISUAM e esteja pronto para o mercado de trabalho!

Por Carolina Grimiao

Analista de Comunicação do Blog UNISUAM. Jornalista, Historiadora e Psicopedagoga. Mestranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Apaixonada por Educação e Cultura Popular.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!