fbpx

O que está procurando?

BLOG

Voltar

Abordagens para o Gerenciamento Clínico, Desenvolvimento Social e Econômico

No texto do Professor Renato Almeida, ele afirma: "As pesquisas devem servir para melhorar a qualidade de vida das pessoas".

  • Espaço do Mestre

24/02/2022 por Carolina Grimiao

Tempo de Leitura: 2 minutos

As pesquisas devem servir para melhorar a qualidade de vida das pessoas: “Acredito que responder às questões oriundas do mundo real e aproximar a prática clínica à produção científica seja o caminho para o desenvolvimento econômico e social do Brasil”, esclarece o Prof. Dr. Renato Almeida, pesquisador e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação. O nosso grupo concentra suas atividades sob as linhas de pesquisa que enfocam a Avaliação Funcional e a Abordagem Terapêutica em Reabilitação.

 

A experiência clínica na área da fisioterapia, somada à vivência de pesquisa junto ao programa de Pós-Doutorado, cursado por mim nesta instituição, impulsionam as perguntas e os problemas de pesquisa que pretendem ser respondidos pelos nossos trabalhos. Ao realizarmos uma pergunta de pesquisa que carrega intrinsecamente impacto social, provavelmente iremos gerar resultados com maior impacto econômico e, consequentemente, melhor qualidade de vida para a população”.

 

Alinhado aos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Organização das Nações Unidas, nossas pesquisas estão agrupadas sob o eixo saúde e bem-estar. Especificamente, os projetos se voltam para a dor crônica e as disfunções musculoesqueléticas, condições inerentes às diversas doenças crônicas não contagiosas. Outra área de atuação é na saúde do idoso, que também representa um eixo estratégico dentro da agenda de prioridades do Ministério da Saúde.

 

Atualmente, os recortes temáticos propostos para melhor definição dos objetivos e sistematização dos métodos de pesquisa do grupo coordenado pelo professo Renato Almeida são: (1) Influência do diagnóstico clínico nas crenças sobre dor e incapacidade em indivíduos com dor lombar crônica inespecífica; (2) Risco de queda em indivíduos não idosos com disfunção vestibular; (3) Dor associada ao sono; (4) Disfunções do assoalho pélvico e dor lombar em indivíduos obesos; (5) Identificação de fatores preditivos e da percepções quanto à dor de indivíduos com alta hospitalar após COVID-19. Todos os projetos desse eixo de atuação do grupo pretendem responder à questionamentos clínicos específicos e buscam encontrar associações clínicas que posam otimizar a avaliação e abordagem terapêutica dos fisioterapeutas.

 

Outro eixo de atuação que deve ser destacado é o da avaliação de instrumentos clínicos de medida (questionários), usualmente utilizados na prática do fisioterapeuta. Os projetos desenvolvidos nesse eixo buscam aperfeiçoar o histórico psicométrico dos instrumentos, estimulando assim uma prática de avaliação clínica com maior acurácia.

 

Renato Almeida, FT, DSc, é docente permanente

do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação da UNISUAM

Contato: renato.a@souunisuam.com.br

 

 

Saiba mais sobre o Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação da UNISUAM

E fique pronto para o mercado de trabalho!

Por Carolina Grimiao

Analista de Comunicação do Blog UNISUAM. Jornalista, Historiadora e Psicopedagoga. Mestranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Apaixonada por Educação e Cultura Popular.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!