O que está procurando?

BLOG

Voltar

Alunos de Design Gráfico desenvolvem aplicativo para Plano de Saúde

A parceria com a Caixa Assistencial Universitária do Rio de Janeiro (CAURJ) agrega a prática do sistema MUDE da UNISUAM.

  • Comunicação e Tecnologia

19/05/2022 por Carolina Grimiao

Tempo de Leitura: 3 minutos

Uma parceria do Curso de Design Gráfico da UNISUAM com a Caixa Assistencial Universitária do Rio de Janeiro (CAURJ) está promovendo inovação e tecnologia para facilitar o fluxo entre clientes e colaboradores. O Plano de Saúde sem fins lucrativos, criado e gerido voluntariamente pelos servidores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),  precisava da construção de um aplicativo que agregasse mais valor para as demandas que estavam surgindo. Foi quando o Professor Diogo Duarte, Coordenador do Curso, fez contato:

 

“Apresentei a proposta do módulo, alinhamos nossas expectativas e começamos a trabalhar. Dividimos o projeto em 3 entregas principais: protótipo de baixa fidelidade; testes e UX Research e protótipo com UI navegável. Estamos às vésperas da primeira entrega, com apresentação ao proponente, para que possamos seguir com as pesquisas, ajustes e testes a partir dos feedbacks obtidos”, explica.

 

O projeto vem sendo desenvolvido dentro da proposta do MUDE, modelo próprio de ensino da UNISUAM, que proporciona a prática aos alunos para uma perfeita integração com o mercado de trabalho. Para Diogo, essa forma de trabalhar os conteúdos é um ganho para a formação dos alunos:

 

“Com a evolução do MUDE, nada impede que um projeto deste esteja em partes com uma turma de Design Gráfico e em partes com uma turma de Ciência da Computação ou Sistemas para Internet. A tendência é que possamos entregar projetos cada vez mais complexos e completos a partir da transdisciplinaridade. Essa interação com outras áreas e cursos é valiosíssima.”

 

👉 Saiba mais sobre o MUDE: o Modelo Único de Ensino da UNISUAM!

 

 

Alunos engajados com a proposta

 

Wireframe: o primeiro protótipo de baixa fidelidade

Wireframe: o primeiro protótipo de baixa fidelidade

 

Para o desenvolvimento do projeto, sete alunos estão envolvidos, divididos em funções e compartilhando tarefas, aplicando os conceitos e técnicas que aprendem nos módulos. Com a prática, o aluno também identifica seus potenciais e consegue melhorar a sua performance. E a inserção no mercado de trabalho tende a ficar mais facilitada, uma vez que ele passa a ter um portfólio de atividades que ele participou. 

 

Para Diogo Duarte, esse é um dos maiores ganhos que a metodologia traz: “Aqui não temos alunos que se formam sem saber como fazer o que precisa. Entendemos que esta é uma demanda constante do mercado, que por vezes não consegue ser atendida. É maravilhoso ver a evolução da confiança e da performance desses alunos no decorrer dos módulos. Me sinto privilegiado.”

 

Sentimento compartilhado pelos próprios participantes. Douglas Arêde, de 27 anos, é um dos alunos envolvidos no projeto: “Quando eu comecei o curso, eu tinha apenas a visão de que somente existia o Design Gráfico e não imaginava nada sobre o Design Digital. Dentro de UX/UI consegui conhecer mais esse outro lado do Design. Com os conteúdos disponibilizados no moodle e as aulas presenciais, estou conseguindo realizar o trabalho. A experiência está sendo bastante satisfatória e agregadora”, afirma.

 

A mesma experiência também está sendo vivida por João Vitor da Silva Portela, de 23 anos: “Esse projeto é desafiador. Mas com a ajuda das aulas, dos professores e colegas de turma, vejo de forma prática e interna o que estamos vivenciando todos os dias nos aplicativos, quais procedimentos necessários e como desenhá-los para atender o que queremos”, declara.

 

Parceria de sucesso

 

Satisfeito com a parceria, Rodrigo Origuela, Gerente Comercial e Marketing da CAURJ, vê a iniciativa como uma grande oportunidade: “Para nós é uma satisfação enorme ter uma instituição tão conceituada como a UNISUAM como parceira nesse projeto. Poder apoiar um projeto realizado por universitários é uma realização. Esperamos que toda a experiência vivida seja de grande valia para todos os alunos envolvidos e para nós também”.

 

Para Diogo Duarte, a troca é muito positiva: “Sem dúvida, os principais ganhos são a agilidade e a profundidade do processo. O projeto é uma oportunidade de ter alunos totalmente focados, aplicando em tempo real o que estão estudando nos encontros de integração. Além disso, o nosso parceiro tem a chance de aproveitar as ideias, de modo a economizar tempo e dinheiro na conclusão de um aplicativo mobile, como esse.”

 

Saiba mais sobre a Graduação em Design Gráfico da UNISUAM e esteja pronto para o mercado de trabalho! 

 

Por Carolina Grimiao

Analista de Comunicação do Blog UNISUAM. Jornalista, Historiadora e Psicopedagoga. Mestranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Apaixonada por Educação e Cultura Popular.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!