O que está procurando?

BLOG

Voltar

Gastronomia e Empreendedorismo: conheça a história do aluno que criou a Comunidade Fermentaí

Bruno Aguiar se graduou em 2018 e desenvolveu uma nova forma de ensinar a fermentação natural nos alimentos.

  • Chef Coruja

02/06/2022 por Carolina Grimiao

Tempo de Leitura: 3 minutos

Bruno Gonçalves (Foto: Maurício Peçanha)

 

Uma carreira inspiradora, versátil, cheia de desafios e múltiplas experiências. Talvez assim seja possível definir a trajetória de Bruno Alves de Aguiar Gonçalves, que aos 38 anos, ministra cursos de fermentação natural com uma forma de ensinar desenvolvida por ele mesmo, por meio da sua própria empresa, a Comunidade Fermentaí. 

 

Antes de entrar para o universo da culinária, Bruno já havia se formado em Ciências Biológicas pela UFRJ e feito um Mestrado em Oncologia pelo INCA-RJ. Após uma viagem internacional, onde trabalhou como garçom em restaurantes de alta gastronomia, descobriu uma nova paixão. Quando retornou ao Brasil, decidiu mergulhar nas panelas e ingredientes, escolhendo a UNISUAM para esse aprendizado. 

 

Mas nada de parar por aí. Depois de formado, Bruno viu no mercado digital uma grande oportunidade de exercer as suas duas profissões e criou uma empresa digital. Para isso, fez alguns cursos de Marketing Digital e estruturou as suas redes sociais, quando começou a se posicionar na internet como especialista em fermentação de alimentos:

 

“Eu ensino pessoas a fermentarem e a incluírem os alimentos fermentados em receitas simples, saudáveis e saborosas. Para que eu pudesse cumprir esse objetivo, eu criei um produto digital, a Comunidade Fermentaí. Para criar, divulgar e vender esse produto, precisei me especializar em Marketing de Conteúdo. O processo até começar as primeiras vendas foi bem rápido, já que tudo aconteceu durante a pandemia COVID-19 e eu fiquei focado nesse objetivo”, conta.

 

 

Fermentando a vida…

 

 

A fermentação natural é um processo realizado por microrganismos que estão no ambiente ou, até mesmo, nos alimentos crus. Por exemplo, os vegetais são cheios de bactérias e leveduras que são muito importantes para a nossa saúde. Fermentar é um processo natural onde as bactérias e leveduras obtêm energia para sobreviver e se multiplicar. Ou seja, é um processo muito rico para a produção de alimentos. 

 

Segundo Bruno, se utilizar deste recurso só traz benefícios: “A fermentação natural comparada à industrial é muito mais rica em sabores, texturas e benefícios para a saúde. Quando pensamos nos vegetais, por exemplo, durante o processo fermentativo, as bactérias conhecidas como funcionais (“probióticas”) são amplificadas, e além disso, os minerais e vitaminas são concentrados. Dessa maneira, um simples vegetal pode se tornar uma potência para a saúde intestinal.”

 

A Comunidade Fermentaí, empresa digital de Bruno, cumpre o papel de trazer essas técnicas em diversas aplicabilidades: “A Comunidade Fermentaí não é apenas um curso de fermentação, ela é muito mais que isso. Dentro dela existem 4 cursos: fermentação de vegetais, kombucha artesanal, shoyu artesanal e técnicas gastronômicas. Além disso, temos aulas quinzenais, ao vivo, comigo ou com outros especialistas da fermentação/gastronomia. Atualmente temos 129 membros e muitas ideias de novos assuntos e conteúdos para aumentar a nossa comunidade de #fermentadores”, explica.

 

 

Gastronomia e perspectivas

 

O universo da Gastronomia possibilita inúmeras perspectivas. No caso de Bruno, ele utilizou outros conhecimentos para encontrar um diferencial e fazer seu próprio negócio acontecer. Mas, além disso, o Curso trouxe outras formas de ver e perceber a cozinha, que rendeu frutos que ele não imaginava antes:

 

“A Gastronomia na UNISUAM me abriu os olhos para muitos aspectos, principalmente para a questão social. Além disso, é um curso que nos traz uma bagagem cultural absurda e nos faz querer ir cada vez mais além. Não é um curso para ficar apenas com o que aprendemos em sala de aula, precisamos mergulhar nos livros, nas redes sociais e perceber que a área é muito mais do que trabalhar em cozinha. Minha maior conquista foi, sem sombra de dúvidas, produzir um produto digital. Acredito que não teria tido esse olhar para o digital se eu não tivesse feito uma nova faculdade e, principalmente, aproveitado a pluralidade da UNISUAM”.

 

Entender a culinária com uma consciência social, ambiental, econômica e política também é um dos pontos que Bruno destaca:

 

“Eu acredito muito no respeito que devemos ter pelos alimentos. Calcular certo para não sobrar, não usar alimentos de origem animal em excesso devido à crise ambiental que estamos passando, evitar emissão de carbono, pensar em um prato nutricionalmente importante, saboroso e bonito ao mesmo tempo, trocar o industrial pelo natural e, acima de tudo, respeitar a pessoa que vai comer a sua comida. Tem pessoas que estão confiando no seu trabalho e irão engolir a comida que você está fazendo para se nutrir!”

 

Para quem deseja ingressar no mercado, o empreendedor deixa um conselho valoroso aos alunos: “Abrir a mente e entender que o mundo digital é o futuro. Especializem-se em assuntos relacionados a esse universo. Experimentem tudo o que puderem: sabores, texturas, diferentes técnicas, cheirem os alimentos e treinem. Treinem muito!”

 

Bruno disponibilizou um material gratuito para os interessados em conhecer mais sobre as técnicas da Comunidade Fermenta Aí. Acesse e baixe:  www.fermentai.com/ebook

 

 

Venha para a Graduação em Gastronomia da UNISUAM e esteja pronto para o mercado de trabalho!

 

Por Carolina Grimiao

Analista de Comunicação do Blog UNISUAM. Jornalista, Historiadora e Psicopedagoga. Mestranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Apaixonada por Educação e Cultura Popular.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!