fbpx

O que está procurando?

BLOG

Voltar

Colaboradora da UNISUAM é modelo e ativista na luta das pessoas com deficiência

Júlia Quirino atua na Central de Relacionamentos da UNISUAM e possui uma carreira pautada no ativismo pela inclusão e acessibilidade.

  • Diversidade para Todos

04/07/2022 por Carolina Grimiao

Tempo de Leitura: 2 minutos

Júlia Quirino é daquelas pessoas que inspiram. Com apenas 25 anos é graduada em Psicologia e Pós-Graduada em Saúde Mental e Políticas Públicas pela UNISUAM. Cria conteúdo para a internet desde 2017, se tornou ativista da luta das pessoas com deficiência em 2019 e com isso começou a trabalhar como modelo. Há três anos ingressou profissionalmente na UNISUAM. A jovem nasceu com mielomeningocele, que causa uma má formação na estrutura da medula espinhal causando consequentemente a paraplegia e viu na internet uma forma de interagir com outras pessoas: 

 

“Quando comecei a criar conteúdo para internet não tinha um público alvo e nem um nicho específico. Algumas pessoas com deficiência começaram a me procurar para tirar dúvidas e fazer relatos, então passei a criar conteúdo relacionado a minha deficiência e consequentemente passei a conhecer mais sobre os meus direitos. Um professor da UNISUAM me incentivou bastante e começou a me convidar para palestras, lives e aulas para falar sobre a luta das pessoas com deficiência e como criar uma sociedade anticapacitista. Desde então, nunca mais parei.”

 

 

Exercendo a Psicologia de forma autônoma realizando atendimentos online, Júlia diz que o seu trabalho como modelo foi uma consequência do seu ativismo: “É muito importante que as marcas levem pessoas com deficiência para a mídia, que tem tanto o poder de criar hábitos e tendências, quanto difundir e propagar um pensamento, o que nos gera uma nova percepção do mundo. Quanto mais pessoas com deficiência nesse espaço, retratadas como realmente são, alegres, sensuais, ou simplesmente vivendo a sua vida, mais fácil fica de combater o capacitismo”, explica.

 

 

Depois de ter sido aluna da casa, Júlia ingressou como colaboradora da UNISUAM em 2019. Hoje o seu trabalho é na Central de Relacionamento com foco na captação de alunos para a Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado. Mas também participa de forma ativa para trazer mais inclusão à Instituição:

 

“O meu maior interesse em trabalhar na UNISUAM sempre foi pela questão da preocupação que a empresa tem em levar a representatividade em diversas questões, inclusive sobre pessoas com deficiência. Precisamos entender que acessibilidade é a autonomia no direito de ir e vir. O diferencial daqui é a abertura para que possamos pensar no coletivo e inclusão de uma forma leve fazer pequenas mudanças para trazer a acessibilidade que almejamos.”

 

Para aqueles que possuem alguma deficiência e querem conquistar seus sonhos e objetivos, Júlia é firme: “Não sou nenhum exemplo de superação e nenhuma pessoa com deficiência deve achar que é por estar exercendo o seu direito de existir. Conheça mais sobre os seus direitos, exerça a sua vivência, fale sobre você e sobre a sua deficiência, que é uma característica sua como tantas outras. Você é uma pessoa além da sua característica, você existe!” 

 

 

Venha para a UNISUAM e esteja pronto para o mercado de trabalho!

Por Carolina Grimiao

Analista de Comunicação do Blog UNISUAM. Jornalista, Historiadora e Psicopedagoga. Mestranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Apaixonada por Educação e Cultura Popular.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!