fbpx

O que está procurando?

BLOG

BLOG

Voltar

UNISUAM inaugura Sala Lilás, em parceria com a Polícia Militar do Rio de Janeiro

A Sala Lilás faz parte do programa Mulheres em Foco

  • Agenda / Rolou por aqui

23/08/2023 por Fernando Moura

Tempo de Leitura: 2 minutos

Na última terça, dia 22 de agosto, em parceria com a Polícia Militar do Rio de Janeiro, a UNISUAM inaugurou a Sala Lilás. O novo espaço faz parte do Programa Mulheres em Foco, uma iniciativa para atendimento completo das mulheres assistidas pela Lei Maria da Penha.

A iniciativa é pioneira entre as instituições de ensino e integra o programa Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida, da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O espaço é reservado para o atendimento personalizado de mulheres em situações de violência. Dessa maneira, a mulher cadastrada no programa pode ser atendida de forma mais eficiente, técnica e acolhedora.

Autoridades cortando a fita na inauguração da Sala Lilás, que faz parte do programa Maria da Penha - Guardiões da Vida
Momento da celebração do corte da fita da Sala Lilás. Foto: Fernando Salles


O Reitor da UNISUAM, Arapuan Motta, falou sobre a importância do projeto, que tem tudo a ver com o objetivo social da instituição:

“Nós somos uma instituição que tem de forma muito clara o objetivo social de transformar a vida das pessoas através da educação. Este desafio está em nossa essência, está em nosso dia a dia. Nossa função como universidade é essa. Então, vamos fazer bastante barulho para que outras instituições possam aderir ao projeto.”

O projeto Maria da Penha – Guardiões da Vida, lançado em 2019, já realizou mais de 160 mil atendimentos a mulheres em situações de violência, principalmente em ações de acompanhamento de medidas protetivas. São 46 equipes, que realizaram atendimentos a mais de 50 mil mulheres em todo o estado do Rio de Janeiro.

Primeira-dama do Estado do Rio de Janeiro, Analine Castro. Foto: Fernando Salles

A Primeira-dama do Estado, Analine Castro, participou da solenidade e falou sobre as oportunidades geradas a partir do programa:

“A gente sabe que é o primeiro passo da transformação, da oportunidade dessa mulher ser salva. Na maioria das vezes, a gente consegue salvar da morte. Mas, também precisamos gerar oportunidades, capacitação e emprego para que ela tenha ferramentas para se libertar desse agressor. Então, que isso possa ser exemplo para outras universidades e setores da sociedade, porque não é uma causa do governo, é de todos.”



Venha para a UNISUAM e transforme vidas!

Por Fernando Moura

Assistente de Comunicação das redes e Blog UNISUAM. Jornalista e Pós-Graduado em Comunicação e Marketing em Mídia Digitais.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!

X
X
Saída Home, Graduação, Formas de Ingresso, Vest Solidário 1
X
X
X
X
X
X