O que está procurando?

BLOG

Voltar

Saudade - O que a Psicologia tem a dizer sobre esse sentimento?

Saudade é um sentimento não necessariamente ruim sob a ótica psicológica. Mas, afinal, o que a Psicologia tem a nos dizer sobre a saudade?

  • Cantinho da Psicologia

04/06/2021 por Luis Felipe Fleury

Tempo de Leitura: 2 minutos

Saudade é um sentimento não necessariamente ruim sob a ótica psicológica. Mas, afinal, o que a Psicologia tem a nos dizer sobre a saudade?

 

Os versos de Toquinho e Vinícius de Moraes atravessaram gerações na canção “Onde anda você”, composta em 1972. Talvez por expressar sentimento tipicamente humano, despertado em diferentes vertentes, por diferentes motivos. Quem saberá responder se vilã ou companheira? Pouco importa, pois é difícil atravessar a existência sem ser atravessado pela saudade.

Ora, se traduz um fenômeno humano, ainda que complexo, podemos visitar a ciência que se debruça justamente no estudo deste ser. O que a Psicologia tem a nos dizer sobre a saudade? Façamos alguns apontamentos sobre o tema.

 

👉 O Globo aponta: UNISUAM é TOP 10

 

Uma curiosidade é que a apenas a Língua Portuguesa tem uma palavra específica para esse sentimento, que, obviamente, não é exclusivo daqueles que falam esta língua. 

No dicionário, saudade é definida como “sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa, uma coisa, um lugar ou à ausência de experiências prazerosas já vividas”. 

É importante afirmar que saudade é um sentimento não necessariamente ruim sob a ótica psicológica. Pode dizer respeito à contemplação de boas lembranças. Nesse sentido, observe a emoção que se associa a este sentimento.

 

Saudade sob o ponto de vista da Filosofia

Do ponto de vista filosófico, podemos compreender a saudade como a presença incessante da ausência. O vazio, que é diferente do nada, e insiste em ativar o pensamento ou a levar a estados emocionais profundos. 

Saudade pode ser um transporte sentimental que leva diretamente a uma pessoa, um lugar, uma situação, uma sensação. Pode levar, até mesmo, a si próprio: sentir saudade de quem se era. 

Saudade é reconhecer que o tempo é incontrolável e que deixa marcas inesquecíveis.

 

O que dizem a Ciência e a Psicologia sobre essa tal de saudade?

A ciência já aponta que podemos sentir saudade de pessoas, pois os nossos corpos produzem certas substâncias químicas, como hormônios e neurotransmissores, que causam bem-estar e nos ajudam a formar laços afetivos para que possamos manter relações. 

Entendendo como a saudade ocorre, fica mais simples compreender o motivo pelo qual, no período imediato após uma separação, ela pode causar sintomas físicos parecidos com os da abstinência de drogas. Irritação, dificuldade para dormir, aumento de cortisol (hormônio do estresse) e um mal-estar generalizado, claro que em menor intensidade.

A saudade abarca um conjunto de sensações e emoções que remetem desde o passado até as sensações do presente. Uma essência que Manuel Melo, escritor português, descreve como “bem que se padece e mal que se desfruta”.

Pode parecer óbvio, mas o melhor remédio para a saudade é se distrair. Ou seja, sair da inércia e buscar outras oportunidades de atividades que lhe proporcione bem-estar, coisas que façam acelerar a percepção de passagem do tempo. 

Falar sobre a saudade também é fundamental, pois auxilia na elaboração. E, claro, se o incômodo for muito grande, busque ajuda de um profissional de Psicologia.

 

 

Quer estudar com a gente?

MATRÍCULAS ABERTAS

Conheça o curso de Psicologia UNISUAM!

Por Luis Felipe Fleury

Luis Felipe Fleury é psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela UFRJ. Professor do curso de Psicologia e da Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Pessoas da UNISUAM. Membro titular do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP/CONEP/CNS).

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish
X

Nosso site está enfrentando instabilidades.
Algumas informações podem não estar disponíveis no momento.

Oi, está com dúvidas?
Fale conosco!