O que está procurando?

BLOG

Voltar

Pesquisador da UNISUAM é Topic Editor de revista internacional em pesquisas sobre reabilitação na COVID-19

O Prof. Dr. Arthur de Sá Ferreira – coordenador e pesquisador do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação da UNISUAM fala um pouco mais sobre a sua pesquisa e a importância da reabilitação na Covid-19.

  • Mestrado e Doutorado

26/10/2021 por Julia Abreu

Tempo de leitura: 2 min

Esta semana o periódico científico Frontiers in Rehabilitation Sciences lançou um tópico especial sobre os Efeitos sistêmicos e incapacidades na Síndrome de COVID longa: Abordagens atuais e desafios clínicos no tratamento e reabilitação. O Prof. Dr. Arthur de Sá Ferreira – coordenador e pesquisador do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação da UNISUAM – foi convidado para compor o corpo editorial internacional (Brasil, Bulgária, Espanha, Reino Unido).

 

👉Impacto funcional das sequelas de doenças negligenciadas e COVID-19 são prioridades.

 

“Nossos grupos de pesquisa têm desenvolvido diversos projetos a respeito da COVID-19 e COVID longa, envolvendo desde a avaliação funcional, quando há reabilitação dessas populações”, diz o Prof. Arthur. “Participar na compilação de artigos sobre o tema nos aproxima ainda mais da comunidade científica internacional na resposta global urgente às consequências da COVID-19, à saúde e à sociedade”, completa o professor.

Apesar das estratégias de mitigação da COVID-19, a incidência da COVID longa está aumentando conforme a pandemia evolui. Entre 10 e 20% dos pacientes com COVID-19 desenvolverão esse distúrbio e enfrentarão a incapacidade de realizar atividades físicas diárias. A COVID longa é uma condição clínica que compreende a síndrome pós-aguda (4-12 semanas após o início) e pós-COVID-19 (> 12 semanas após o início). Ele abrange uma grande variedade de queixas – falta de ar, respiração disfuncional, necessidade de oxigênio, tosse pós-viral, alterações cardiovasculares e musculares, ansiedade, fadiga crônica, deficiência cognitiva e sarcopenia. Esses sintomas levam meses para desaparecerem e são independentes da gravidade da doença, afetando até mesmo pessoas não hospitalizadas com doença leve.

 

👉Profissionais da Saúde no combate à pandemia: saiba a importância!

 

A reabilitação é vital para a recuperação a longo prazo e a independência funcional dos pacientes, portanto, a triagem e a reabilitação devem ser iniciadas em um período de tempo razoável. Deve-se considerar a avaliação funcional, sintomas autorrelatados, prognóstico de envolvimento de vários órgãos, biomarcadores e achados radiológicos em diferentes momentos após a alta, a fim de estratificar pacientes de alto risco para COVID-19 longa e permitir a reabilitação.

 

O objetivo do tópico de pesquisa é explorar a triagem, o tratamento e a reabilitação em pacientes de COVID longa usando uma abordagem multissistêmica. O desafio da adesão e avaliações de risco rigorosas precisam ser considerados, juntamente com métodos alternativos de entrega de tais protocolos, como a telemedicina. O tópico de pesquisa acolhe artigos focados, mas não limitados a:

– Triagem de pacientes COVID longa de alto risco;
– Implementação pontual de protocolos de treinamento de exercícios cardiopulmonares; seus desafios e eficácia;
– Identificação de grupos de alto risco após a recuperação de COVID-19, organização de acompanhamento e recrutamento para reabilitação;
– Abordagens clínicas tanto na avaliação preliminar da função respiratória e cardíaca, quanto na criação e implementação de programas de reabilitação cardiopulmonar;
– Questões clínicas e sociais durante a reabilitação desses pacientes.

 

O prazo para submissão de resumos é 13/11/2021 e dos manuscritos 12/01/2022 pelo sistema de submissão do tópico Abordagens atuais e desafios clínicos no tratamento e reabilitação.

Por Julia Abreu

Estudante de Publicidade e Propaganda, Estagiária em Marketing. Viciada em filmes, séries e conteúdos da área da comunicação social.

comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
English French Portuguese Spanish